SIMCEROS

SIMCEROS

Sincera Igreja Manifesta. Centro de Estudos: Religiões, Ordens e Seitas

FATO 50 - SOCIEDADE SECRETA ORDEM ROSACRUZ E MAÇONARIA

 

FATO 50 – SOCIEDADE SECRETA ORDEM ROSA CRUZ E A MAÇONARIA

                             

INTRODUÇÃO - A crença de que a PEDRA FILOSOFAL DOS ALQUIMISTAS da Rosacruz  transformava os metais inferiores em ouro, levou muitos vaidosos querendo ser ricos, a pertencerem esta sociedade secreta que aceita mulheres .

Um conselho de Deus para as mulheres que procuram PEDRAS PRECIOSAS na Rosacruz.

Está escrito - Provérbios 31: 10                                                                                                     Mulher virtuosa quem a achará?  O seu valor muito excede ao de rubis.

Está escrito: Provérbios 12: 4                                                                                                     A mulher virtuosa é a coroa do seu marido, mas a que o envergonha é como podridão nos seus ossos.

OBS  : O AVENTAL É UM TRIÂNGULO

Mulher! Para Deus você é mais importante que as pedras preciosas originais. A mulher virtuosa tem compromisso com e coma família.

Em 2002, eu fiz a primeira palestra sobre sociedades secretas no mais tradicional seminário batista do Rio de Janeiro, o qual completava 100 anos de existência. Após o dia inteiro de exposição dos estudos, um seminarista afirmou que a sua tia era batista e era membro da sociedade secreta Rosacruz. Ele estava sendo preparado para a iniciação e, prontamente desistiu.

                                  

 

           OBS: Artigo extraído das sociedades secretas. Os grifos são nossos.

Para saber-se as ligações entre a Maçonaria e a Ordem Rosa-Cruz ou antiga e Mística Ordem Rosae Crucis (AMORC) como preferem os seus adeptos, vamos fazer algumas considerações sobre essa Ordem.

    Rosa-cruz é denominação da fraternidade filosófica, que, de acordo com a tradição mais em voga, teria sido fundada por Christian Rosenkreuz e representa uma síntese do ocultismo imperante na Idade Média.

    Harvey Spencer Lewis pretende, todavia, que rosenkreuz tenha sido, simplesmente, um renovador, já que a instituição remontaria ao antigo Egito, à época do faraó Amenophis IV. O rosacucianos tem aceitado essa hipótese falseando, lamentavelmente a verdade histórica, pois, na realidade, essa fraternidade nasceu no período medieval, embora apresentando, em sua ritualística, muito do misticismo das antigas civilizações, como acontece com a maçonaria (muitos maçons também querem fazer crer que a Ordem Maçônica é antiguíssima e já existia no Antigo Egito e na Pérsia, o que é, verdadeiramente, uma heresia histórica).     O rosacrucianismo, assim como a Maçonaria, é um sincretismo de diversas correntes filosóficas-religiosas: hermetismo egípcio, cabalismo judaico, gnosticismo cristão, alquimia etc.

    

A primeira menção histórica da ordem data de 1614 , quando surgiu o famoso documento intitulado “ Fama Fraternitatis ”, onde são contadas as viagens do alemão Rosenkreuz pela Arábia, Egito e Marrocos, locais onde teria adquirido sua sabedoria secreta , que só seria revelada aos iniciados.

 

A Ordem nas Américas

    Harvey Spencer Lewis foi à  pessoa que reativou a AMORC na América do Norte, no início do século XX, já que ela havia existido anteriormente, onde algumas pessoas que se destacaram como Benjamim Franklin teriam pertencido à mesma. Na ocasião a Ordem era ativa em alguns países da Europa, como França e Alemanha, mas com rituais diferenciados. Harvey Spencer Lewis ao trazer a AMORC para a América, não o fez sem antes estudar por mais de 10 anos suas raízes, o que permitiu mais tarde unificar todas as ordens no mundo, cuja essência fosse a mesma. A introdução do estudo à distância permitiu a rápida proliferação da AMORC e em 1915 ele tornou-se o 1º IMPERADOR, (se supremo da Organização), para a América do Norte. A unificação com a as demais ordens ocorreu no início dos anos 30, tornando-se Lewis o primeiro imperador mundial. No Brasil, os estudos foram introduzidos na década de 50, e o cargo supremo é ocupado por um grande mestre.

    O nome AMORC – Antiga e mística Ordem Rosa Cruz foi dada para diferenciar-se de outras ordens filosóficas de mesmo nome, mas com diferente essência.

 

O Casamento Químico de Christian Rosenkreuz

    O teólogo Johann Valentin Andréa, neto do também teólogo luterano Jacob Andréa, foi o homem que divulgou o rosacurcianismo. Andréa, que nasceu em Herremberg, no Werttemberg, em 1581, depois de viajar pelo mundo, retornou à Alemanha, onde se tornou pregador da corte e, posteriormente, abade. A sua principal importância, todavia, originou-se do papel que ele teve naquela sociedade alemã, que no princípio do século XVII, lutava por uma renovação da vida, com uma nova insuflação espiritual.

    A popularidade alcançada por Andréa, entretanto, com a Societas Solis (Sociedade do Sol) , a que ele procurou dar vida e a Ordem das Palmeiras, em que ele foi admitido aos 60 anos de idade, não se comparou à que ele conseguiu ao publicar o seu romance satírico “O Casamento Químico de Christian Rosenkreuz”, que criticava, jocosamente, os alquimistas e as ligas secretas, numa época que, de maneira geral, era de desorientação, onde o ar andava cheio de rumores e a velha ordem religiosa desagregava-se. A partir de 1597, já aconteciam reuniões de  uma liga secreta de alquimistas, que haviam ficado sem irradiações e sem significado espiritual. Foi então que a palavra Rosa-Cruz adquiriu, rapidamente, uma grande força atrativa, a ponto de, num escrito anônimo de 1614, chamado “Transfiguração Geral do Mundo”, ser incluído o conceito de “Fama Fraternitatis R.C.”,sem necessidades de ser escrito por extenso, pois ele já era bem entendido. Uma outra pequena obra, surgida um ano depois e chamada “Confessio”, publicava a constituição e a exposição dos fins que a Ordem era destinada.

 

O Herói Viveu 150 Anos, Extinguindo-se Voluntariamente.

    De acordo com o “Confessio”, a ordem Rosa-cruz representaria uma alquimia de alto quilate, na qual em vez das pesquisas sobre a Pedra Filosofal, era buscada uma finalidade superior,ou seja, a abertura dos olhos do espírito, através dos quais pudesse, o homem, ficar apto a ver o mundo e os seus segredos com mais profundidade. As correntes dos alquimistas medievais, então, diante da necessidade espiritual da época, incrementada pela disposição de renovação e organização secreta, tomaram enorme vulto com o aparecimento do romance satírico de Andréa.

    O herói do romance é o Christian Rosenkreuz já descoberto pela “Fama Fraternitatis” e que já tinha, no século XIV, viajado pelo Oriente e, ali, aprendido a  “Sublime Ciência”; teria ele segundo a lenda que lhe cercou o nome, voltado para a Alemanha, onde sua idéia foi seguida por muitas pessoas, até chegar aos 150 anos de idade, quando, cansado na vida, extingui-se voluntariamente.

    Andréa, no romance, aproveitou-se do nome que havia sido encontrado para ser a figura fundadora, mas o seu Rosenkreuz era velho e impotente, motivo pelo qual o seu casamento só poderia ser químico.

    Todavia, ele tem cultura e conhece muitos segredos, além de estar sempre ávido por conhecer outros, por esse motivo é que, em certa ocasião, como hóspede da família real, ele entra num quarto em que dorme Vênus; depois quando, como outros convidados, ao ser proclamado cavaleiro da ordem da Pedra Dourada deve, de acordo com os estatutos da Ordem, repudiar toda a lascívia, torna-se público o seu erro. Assim, enquanto os outros vão embora, como cavaleiros da nova Ordem, ele tem que ali permanecer, na qualidade de porteiro, como castigo por ter descoberto Vênus.

 

A Mística Idéia da Rosa Provocou Grande Sedução.

    Com essa sátira, dirigida às sociedades secretas e à alquimia, Andréa havia desvendado tanto de positivo sobre a nova Ordem, que restou a impressão de que ela já existia, ainda que só como imagem literária. Pode-se notar, facilmente, que a PEDRA FILOSOFAL DOS ALQUIMISTAS (que transformaria os metais inferiores em ouro); além disso, o encontro dos convidados ao casamento, vindos de todas as partes do mundo, e a sua ligação dentro da NOVA ORDEM ilustram o desejo de dar corpo aos esforços no sentido de uma renovação espiritual da vida, valendo-se do sugestivo símbolo Rosa-cruz.

    Esse símbolo, além de sugestivo, corresponde à ansiedade daquela época. Alguns procuraram relacioná-lo com as armas de Lutero, coisa que não pode ser facilmente aceita, pois ele poderia ser, nesse caso, relacionado, também, com as armas de Paracelso, convindo esclarecer que Andréa representou o seu Rosenkreuz com quatro rosas no chapéu, rosas essas que, desde a época de seu avô Jacob Andréa, adornavam as armas de sua família. Robert Fludd, considerado como o primeiro rosa-cruz da Inglaterra, diz que o nome da  ordem está ligado a uma alusão ao sangue de Cristo, na cruz do Gol-gota; a mística idéia da rosa, associada à lembrança da cor do sangue e aos espinhos que provocam o seu derramamento, contribuiu, certamente, para dar à palavra, uma grande força de sedução. Além disso, muitos rosacruzes vêem, no emblema, um símbolo alquimista, concretizando uma ambigüidade muito comum aos símbolos.

    Os rosacruzes atuais têm uma interpretação bem mais mística a respeito da cruz e a rosa. A cruz representaria o ser humano, a parte material, enquanto a rosa representaria o ser imaterial, a alma, espírito ou corpo astral.

 

A Junção dos Sexos Leva ao Segredo da Imortatalidade.

    Como a preocupação máxima dos alquimistas que se ligaram à Ordem Rosa-cruz era o segredo da imortalidade e a regeneração universal, o símbolo rosacruciano está relacionado com essa preocupação. Em botânica oculta, a rosa era uma flor iniciática, para diversas ordens religiosas, sendo, que, atualmente, a arte sacra continua a considerá-la como símbolo da paciência, do martírio, da Virgem (Rosa Mística); no quarto domingo da Quaresma, em todos os anos, o para benza a Rosa de Ouro, que é considerada como um dos muitos sacramentais oferecidos pela Igreja, em sua liturgia. Em última análise, a rosa representa a mulher, enquanto que a cruz simboliza o sexo masculino, pois para os hermetistas, ela é o símbolo da junção da eclíptica com o equador terrestre (eclíptica é a órbita aparente do Sol, ou a trajetória aparente que o Sol descreve, anualmente, no céu); ambos cruzam-se no equinócio da primavera e no equinócio de outono.

                                                     

 

 Assim, a

ROSA simboliza a TERRA, como SER FEMININO, e a                                                 CRUZ simboliza a VIRILIDADE do SOL, com toda a sua força criadora que fecunda a Terra.                                                                                                                                                     

A junção dos sexos leva à perpetuação da vida e ao segredo da imortalidade, resultando, também, dela, a regeneração universal, que é o ponto mais alto da doutrina rosacruciana.

 

 

A Alquimia Evidencia Uma Ligação Entre as Duas Ordens.

    Existe ligação entre a Maçonaria e os rosacruzes e essa ligação começou já na Idade Média. No fim do período medieval e começo da Idade Moderna, com inicio da decadência das corporações operativas (englobadas sob rótulo de maçonaria de Ofício ou operativa), estas começaram, paulatinamente, a aceitar elementos estranhos à arte de construir, admitindo, inicialmente, filósofos, hermetistas e alquimistas, cuja linguagem simbólica assemelhava-se à dos francos-maçons. Como a Ordem Rosa-cruz estava impregnada pelos alquimistas, como já vimos, Dara daí a ligação do rosacrucianismo e da alquimia com a Maçonaria. Leve-se em consideração, também, que durante o governo de José II, imperador da Alemanha de 1765 a 1790, e coregente dos domínios hereditários da Casa d’Áustria, houve um grande incremento da Ordem Rosa-cruz e sua comunidade, atingindo até a Corte e fazendo com que o imperador proibisse todas as sociedades secretas, abrindo, apenas, exceção aos maçons o que fez com que muitos rosacruzes procurassem as lojas.

    Ambas as Ordens são medievais,se for considerado o maior incremento da Maçonaria de Ofício durante a Idade Média e o início de sua transformação em Maçonaria dos Aceitos (também chamada, indevidamente, de “Especulativa”).Se, todavia, considerarmos o início das corporações operativas, em Roma, no século VI antes de Cristo, a maçonaria é mais antiga. Isso, é claro, levando em consideração apenas, as evidências históricas autênticos e não as “lendas”, que fazem remontar a origem de ambas as instituições ao antigo Egito.

    A maçonaria é uma ordem totalmente templária, ou seja, os ensinamentos só ocorrem dentro das lojas.

 

Já a Antiga e Mística Ordem Rosa-cruz dá ao estudante o livre arbítrio de estudar em casa ou em um templo Rosacruz.

O estudo em casa é acompanhado à distância, e assim como a maçonaria, é composto de vários graus, que vão do neófito (iniciante) ao 12º grau, conhecido como grau do ARTESÃO .

    O estudo no templo, mesmo não sendo obrigatório, proporciona ao estudante além do contato social como os demais integrantes, a possibilidade de participar de experimentos místicos em grupo, e poder discutir com os presentes os resultados, e por último, a reunião templária fortalece a egrégora da organização, o que também ocorre na maçonaria.

 

Da Regeneração e Imortalidade a Reformador Social.

     A partir da metade do século XVIII e, principalmente, depois de José II, com a maciça entrada dos rosacruzes nas lojas maçônicas, tornava-se difícil, de uma maneira geral, separar Maçonaria e roscrucianismo, tendo, a instituição maçônica, incorporado, aos seus vários ritos, o símbolo máximo dos rosacruzes: ao 18º grau do Rito Escocês Antigo e Aceito, ao 7º grau do Rito Moderno, ao 12º grau do Rito Adoniramita etc.

    O Cavaleiro Rosa Cruz, é, como o próprio nome diz, um grau cavaleiresco e se constitui no 18º Grau do Rito Escocês Antigo e Aceito. A sua origem hermetista e a sua integração na Maçonaria, durante a Segunda metade do século XVIII, leva a marca dos ritualistas alquímicos, que redigiram naquela época os rituais dos Altos Graus. O hermetismo atribuído ao Grau 18 é perceptível no símbolo do grau, que tem uma Rosa sobreposta à Cruz, representando esta, o sacrifício e a Rosa op segredo da imortalidade, que nada mais é do que o escoterismo cristão, com a ressurreição de Jesus Cristo, ou seja, a tipificação da transcendência da Grande Obra.

    A Maçonaria também incorporou, em larga escala, o simbolismo dos rosacruzes, herdeiros dos alquimistas, modificando, um pouco, o seu significado e reduzindo-o a termos mais reais. Assim, o segredo da imortalidade da alma e do espírito humano, enquanto é aceito o princípio da regeneração só pode ocorrer através do aperfeiçoamento contínuo do homem e através da constante investigação da Verdade. O misticismo dos símbolos rosacruzes, todavia, foi mantido, pois embora a Maçonaria não seja uma ordem mística, ela, para divulgar, a sua mensagem de reformadora social, utiliza-se do misticismo de diversas civilizações e de várias correntes filosóficas, ocultistas e metafísicas.

 

As Iniciações.

    Uma singularidade entre a AMORC e a Maçonaria, são as iniciações nos seus respectivos graus, sendo que para ambas, a primeira é a mais marcante. No caso da Maçonaria a iniciação é ao grau de Aprendiz, e da AMORC, a admissão ao 1º grau de templo. As iniciações têm o mesmo objetivo, impressionar o iniciante, levá-lo à reflexão, para que ele decida naquele momento se deve ou não seguir adiante, e se o fizer, assumir o compromisso de manter velado todos os símbolos, usos e costumes da instituição de que fará parte.

O Simbolismo.

    Vários são os símbolos comuns às duas instituições, a começar pela disposição dos mestres com cargos, lembrando os pontos cardeais, e a passagem do Sol pela Terra, do Oriente ao Ocidente.

    Cada ponto cardeal é ocupado por um membro. A figura do venerável mestre na maçonaria, ocupando sua posição no Oriente, encontra similar na Ordem Rosa-cruz, na figura de um mestre instalado, que ocupa seu lugar no leste. A linha imaginária que vai do altar dos juramentos ao Painel do Grau, e a caminhada somente no sentido horário, também é similar. Em ambos os casos o templo é pintado na cor azul celeste, e a entrada dos membros ocorre pelo Ocidente.

    O altar dos juramentos encontra semelhança no Shekinah na ordem Rosa Cruz, sendo que neste último não se usa a bíblia ou outro livro , mas sim 3 velas dispostas de forma triangular, que são acesas no início do ritual e apagadas ao final deste, simbolizando a luz, a Vida e o Amor.

    Outra semelhança é o uso de avental por todos os membros iniciados ao adentrarem o templo, enquanto que os oficiais, (equivalente aos mestres com cargo), usam paramentos especiais, cada qual simbolizando o cargo que ocupa no ritual.

    O avental usado pelos membros não diferencia o grau de estudo.

    Algumas das diferenças ficam por conta da condução do ritual, onde na rosa cruz tem caráter místico-filosófico.

Os iniciantes na Ordem Rosa Cruz recebem seus estudos em um templo separado, anexo ao templo principal, enquanto os aprendizes maçons recebem suas instruções juntamente com os demais irmãos e, finalmente, o formato físico da loja maçônica lembra as construções greco-romanas, enquanto que a Ordem Rosa Cruz (AMORC) lembra as construções egípcias.

GLUSA - GRAN LOGIA UNIDA del SUR DE AMÉRICA
"Per Amore, Justitia et Honor" (Dístico gentilmente traduzido para o latim, a pedido, pelo Ir.'. José Castellani) (in memorian) Visite nosso Portal: www.glusa.org.br

 

 

 

 

OBS: Artigo a seguir é cristão, de autoria do Dr José Renato Pedroza

 - comentário dos SIMCEROS

 

SOCIEDADE SECRETA ROSA-CRUZ E OS CRISTÃOS

 

Esta sociedade secreta aceita mulheres e, eu digo:

É A MAÇONARIA DE MULHERES.

Assim como fazemos as comparações da maçonaria com as doutrinas cristãs, também podemos observar várias incompatibilidades da SOCIEDADE SECRETA ROSACRUZES, confirmada em seus livros.

 

Neste livro A ORDEM ROSA CRUZ – AMORC – EM PERGUNTAS E RESPOSTAS, faz muitas afirmações anti cristãs.

 

 

 

 

Uma delas: Jesus não é Deus nem filho de Deus. Seu deus também é G.A.D.U., o mesmo da maçonaria

 

 

 

 

ROSACRUZ TEM LIGAÇÃO TOTAL COM A MAÇONARIA. O DEUS DA ROSACRUZ É O MESMO DEUS GENÉRICO DA MAÇONARIA: GADU.

ELES TAMBÉM AFIRMAM NÃO SER UMA RELIGIÃO

 

 

 

 

O CONCEITO DE JESUS CRISTO NA ROSACRUZ É O MESMO DA MAÇONARIA: JESUS CRISTO NÃO É DEUS E NEM FILHO DE DEUS.

 

 

 

AS SOCIEDADES SECRETAS AFIRMAM QUE ELES SÃO DEUSES

O HOMEM-DEUS – Livro da Rosa-cruz

O autor nos propõe uma leitura esotérica e mística da natureza de Jesus Cristo.

Mostra-nos que o Cristo não morreu na Cruz, mas que, nessa última prova, foi Jesus quem sofreu, pois o Cristo, dada sua natureza divina, não podia sofrer nem morrer.

Um texto inédito de Louis-Claude de Saint-Martin, sobre o mistério da Trindade é proposto como apêndice.   Mas afirmam que o homem é Deus.

 

 

A SOCIEDADE SECRETA ROSACRUZ NÃO ACREDITA NO DIABO.

A BÍBLIA O CITA DE GÊNESIS AO APOCALIPSE.

O PRÓPRIO JESUS CRISTO SE REFERIU DUAS VEZES AOS JUDEUS DAS SOCIEDADES SECRETAS DA SUA ÉPOCA – CABALA = SOCIEDADES FORÇA MISTERIOSA DO REI HERODES AGRIPA = SOCIEDADE DOS NOVE JUDEUS DESCONHECIDOS:

VÓS TENDES POR PAI O DIABO

 

Está escrito - João 8: 44 

Vós tendes por pai ao diabo , e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.

 

www.simceros.com.br      www.simceros.ning.com       www.simceros.net     www.simceros.org

FATO 47 QUEM SÃO OS CAVALEIROS TEMPLÁRIOS QUE GUARDAM ESTES “SEGREDOS” TERRRÍVEIS SOBRE JESUS CRISTO?

FATO 47 QUEM SÃO OS CAVALEIROS TEMPLÁRIOS QUE GUARDAM ESTES “SEGREDOS” TERRRÍVEIS SOBRE JESUS CRISTO?

            

Os templários, atuais maçons, correspondem ao grau 17 da maçonaria, assim como os rosacruzes ao grau 18. A palavra sagrada do grau 17 da maçonaria, grau dos cavaleiros templários, é ABADOM ou APOLIOM (anjo caído = satanás, aquele que veio para mentir, roubar, matar e destruir).

            A palavra sagrada do Grau 17, Conselho de Cavaleiros Templários do Oriente e Ocidente é ABADOM

COIL`S MASSONIC ENCYCLOPEDIA, PAG 516 Maçonaria e Fé Cristã - PÁG 73

 

 

Está escrito APOCALIPSE 9: 11 “E tinham sobre si rei, o ANJO DO ABISMO; em hebreu era o seu nome Abadom, e em grego Apoliom.”

Está escrito - Apocalipse 9: 1-12 Anjos caídos são libertados  do poço do abismo; ABADOM comanda as legiões

Comentário: Agora vocês sabem que os cavaleiros templários são satanistas explícitos. O que vocês poderiam esperar que eles dissessem sobre Jesus Cristo? Como é que os cavaleiros templários ou maçons podem ajudar alguns “pastores” a pregarem o evangelho?

 

     

 

Quase 700 anos mais tarde, a igreja católica solicita perdão aos cavaleiros templários e, para imortalizar o momento, publicou uma edição limitada de 800 unidades a preço de 15 mil reais cada livro. 

 

 

 

 

 

FATO 49 OS TEMPLÁRIOS, DESDE O SEU INÍCIO, NÃO MANIFESTAVAM ENTUSIASMO POR JESUS, O QUE ERA CONSIDERADO GRANDE HERESIA PELO PAPA

FATO 49 - OS TEMPLÁRIOS, DESDE O SEU INÍCIO, NÃO MANIFESTAVAM ENTUSIASMO POR JESUS, O QUE ERA CONSIDERADO GRANDE HERESIA PELO PAPA

Site maçônico da Bahia http://www.demolayba.kit.net/templarios.htm (acessado em 05/01/2007)

 

           

Olhem o que os maçons dizem neste site: “A existência de Jesus de Nazareth, o Cristo da religião católica, e sua crucificação da forma como tem sido transmitida pela Igreja, tem sido questionada por diversos setores. Na Terra Santa não existia, até a Idade Média, com nome de Nazareth e sim uma comunidade ESSÊNICA na Galiléia que tinha aquele nome, e a Igreja tem procurado ocultar a origem de Jesus como essênio.” (Já contestado no FATO 38)

            Os Templários consideravam-se fiéis cristãos, reverenciavam a Cristo, mas, APARENTEMENTE , NÃO MANIFESTAVAM O MESMO ENTUSIASMO POR JESUS, o que evidentemente naquela época era uma heresia.
Comentário : Vejam só o que os próprios maçons estão afirmando: Há quase mil anos, os cavaleiros templários (MAÇONS) já não gostavam de Jesus e conseqüentemente dos cristãos. Os cavaleiros templários e os atuais maçons sempre foram contra Cristo, ou seja anticristo. Isto é, O Código Da Vinci não trás nada de novo, a não ser mais uma mentira dos adoradores de Bafomet, ou seja: satanistas como o principal maçom de todos os tempos, Albert Pike, afirma várias vezes que lúcifer é “Deus” no seu famoso livro Moral`s and Dogma.

            O grande cavaleiro templário, super-maçom, iluminati e satanista, general Albert Pike, há mais de 130 anos escreveu no seu livro Moral`s and Dogma na página 524: “Não subestimamos a importância de qualquer verdade. Não consideramos qualquer palavra irreverente, por qualquer pessoa ou credo. Ousamos AFIRMAR aos sinceros Cristãos que JESUS DE NAZARÉ não foi NADA mais que um HOMEM como nós. Sua história é a FALSA personificação de uma lenda .”

COMO ESTES HOMENS PODERIAM OU PODEM GOSTAR DE JESUS CRISTO?          Aleister Crowley - O infame SATANISTA que fundou a religião ocultista de THELEMA . Esse homem era tão vil e depravado que seus próprios contemporâneos os chamavam de "Mister 666 " e sua própria mãe o chamava de "A Besta" do livro do Apocalipse. Aleister Crowley não fundou a ORDEM DOS TEMPLÁRIOS do Oriente, mas controlou a organização por muitos anos . A ORDEM DOS TEMPLÁRIOS é uma sociedade secreta praticante de Magia Negra, muito satânica. ( http:// www.espada.eti.br/free14.asp )

Os MAÇONS têm os Templários como antecessores, bem como guardiães autorizados de seus segredos arcanos . (ref 6- Baigent, Lincoln & Leigh. Holy Blood, Holy Grail , Dell Pub., 1982, p. 65). Conseqüentemente, o Rito Escocês é "orientado em forma de magia, enfatizando uma hierarquia social e política, uma ordem divina e um plano cósmico subjacente." (ref 7- Baigent, Lincoln & Leigh. Holy Blood, Holy Grail , Dell Pub., 1982, p. 197). Essa é exatamente a essência dos Mistérios Antigos de Ninrode.

                                                                            Artigos excelentes

FONTES SATÂNICAS Afirmam Que os CAVALEIROS TEMPLÁRIOS Eram Satânicos! Mais Evidência Que a MAÇONARIA Também Seja Satânica!                http://www.espada.eti.br/n1165.asp

 

 

FATO 48 - UM POUCO DE HISTÓRIA DOS CAVALEIROS TEMPLÁRIOS

 

FATO 48 UM POUCO DE HISTÓRIA DOS CAVALEIROS TEMPLÁRIOS

 

 

          O grau 18 da maçonaria corresponde ao GRAU DE CAVALEIROS TEMPLÁRIOS. A sua PALAVRA SAGRADA É APOLION ou do grego ABADON = anjo do abismo = LÚCIFER

           Desde 1118 os cavaleiros templários (atuais maçons) gostavam de se dar bem na clandestinidade, NO PODER PARALELO, cobrando juros exorbitantes em troca de “proteção” aos peregrinos de Jerusalém. Assim continuaram ricos e inescrupulosos, causando destruição por onde passassem. Por Isso foram expulsos da França em 1307, Alemanha 1784, e etc.

           

           Os cavaleiros templários eram rivais dos cavaleiros hospitalários e eram SUBORDINADOS AOS GRÃOS MESTRES (anticristo) E, ESTES SUBMETIDOS AO PAPA (falso profeta).

COMENTÁRIOS: Mais uma vez vocês verão a besta anticristo subordinada à besta falso profeta, exatamente como descreve João em Apocalipse 13. Entre tapas e beijos, as duas bestas vão disputando o poder e instalando o reino de satanás.

            Em 1305 tentaram unificar estas duas ordens, mas foi impossível. Então o papa Clemente V juntamente com o rei Felipe, o belo, deram um golpe nos cavaleiros templários.       

            Quando a fortaleza do quartel-general dos Cavaleiros Templários em Paris foi atacada, na sexta feira 13 de outubro de 1307 , quando mataram o Grão Mestre Jacques De Molay, pelas forças do rei Felipe, a derrocada oficial da ordem foi incompleta e muitos fugiam para diversos países europeus, e correu a notícia de que a INGLATERRA e a ESCÓCIA (daí porque a sigla REAA, de Rito Escocês Antigo e Aceito da MAÇONARIA), eram os mais receptivos aos templários e os mais resistentes ao papa. Assim, os templários escaparam em grande número para esses países, formando a SOCIEDADE SECRETA que se tornaria, por fim, a MAÇONARIA. [Born In Blood: The Lost Secrets of Freemansory, John L. Robinson, pg 159-170].         O templário Grão Mestre Jacques De Molay, principal adorador do bode bafomet (satanás), hoje é homenageado na maçonaria dando nome à categoria de jovens até 21 anos.

            Em 1498 , o Cavaleiro Templário Vasco da Gama conseguiria chegar às Índias. D. Henrique morreu em 1460, não assistindo, portanto o seu triunfo. Portugal ia se tornando a maior potência marítima da terra. A Ordem de Cristo , sendo prosseguimento da Ordem dos Templários tinha normas secretas e só conhecidas na totalidade pelo Grão-Mestre e seus substitutos hierárquicos. Ao entrar na Ordem, o iniciado conhecia só uma parte das regras que o guiavam e, à medida que era promovido, sempre em batalha (MORTE E DESTRUIÇÃO), tinha acesso a mais conhecimento, reservados aos graus hierárquicos superiores. Rituais de iniciação marcavam as promoções . Foi essa estrutura que permitiu, mais tarde, à Ordem de Cristo manter secretos os conhecimentos de navegação do Atlântico. Usavam a cruz vermelha em fundo branco nas naus portuguesas; a mesma usada pela Ordem dos Templários.

            Em 1717 na Inglaterra, quatro lojas se unem para organizar A Grande Loja da Inglaterra, com a participação de 2 “pastores” presbiterianos, James Anderson e John Desarguiles. Assim oficialmente os “evangélicos” começam a participar do que a igreja católica havia criado em 1118, da ordem dos templários, o que consideramos o grande erro de falsos pastores, digo falsos profetas, e não dos evangélicos.

            Por volta de 1750, apareceu uma nova geração de CAVALEIROS MÍSTICOS. Eram um braço da Maçonaria, e chamavam-se a si mesmos de JACOBINOS. (ref 8- Temple and the Lodge , p. 193) O grito jacobino de "Liberdade, Igualdade e Fraternidade" levou ao primeiro grande feito da Maçonaria Iluminista, a Revolução Francesa.

            Os Jacobinos nomearam um ex-jesuíta rebelde, Adam Weishaupht, de "Grande Patriota". ( ref 9- En Route to Global Occupation , p. 28). Weishaupht adotou os mistérios antigos e organizou a Ordem dos Iluministas em 1776. Mais detalhes em “A maçonaria realmente é uma religião” http://www.espada.eti.br/n1144.asp

            Com D. Pedro I no poder, o Grande Oriente do Brasil foi fechado, ressurgindo apenas com a abdicação do imperador em 1831, tendo novamente José Bonifácio como grão-mestre. Nesse mesmo ano ocorre a primeira cisão na maçonaria brasileira, quando o senador Vergueiro funda o Grande Oriente Brasileiro do Passeio, nome referente à rua do Passeio, no Rio de Janeiro. A divisão enfraqueceu a maçonaria, que começou a perder influência no quadro político do Império brasileiro. Essa situação agravou-se em 1864, quando o papa Pio XI, através da bula Syllabus, proibiu qualquer ligação da Igreja com essa sociedade. http://www.metodista.org.br/index.jsp?conteudo=2831     (acessado em 05/01/2007)

COMENTÁRIO: Assim se justificam as MENTIRAS do descobrimento do Brasil, e da Estória da independência do Brasil! Pode-se computar como mais duas longas E STÓRIAS MENTIROSAS dos maçons D. Pedro I e José Bonifácio.

            POR TRÁS da Ordem do Templo (cavaleiros templários) se ergueram figuras míticas bem curiosas que inspiraram o ideal Sinárquico Templário do Oriente em conjunção com os Ismaelitas do Velho da Montanha, os CABALISTAS, Judeus da Espanha muçulmana, as Ordas do Khanat de Gengiskan, os Cavaleiros Árabes de Saladino, as Histórias do Cálice , romances e lendas da Távola Redonda (ACRESCENTO HOJE O ROMANCE CÓDIGO DA VINCI), Parcival, entre outros. Um ímpeto espiritual sem precedentes na história medieval. (http://www.culturabrasil.org/templarios_nav.htm, acessado em 20/12/2006)

COMENTÁRIO: Por volta de 1400 a 1500 continuava caracterizada a MILÍCIA DO PODER PARALELO, que a sociedade secreta CABALA usou para difamar, incriminar, matar Jesus e perseguir os cristãos. O mesmo poder dos cavaleiros templários de 1118.

 

O Templo e a Loja: O Surgimento da Maçonaria e a Herança Templária.

MICHAEL BAIGENT e RICHARD LEIGH Neste cativante relato de investigação histórica, os autores de ´The Holy Blood and The Holy Grail´ traçam a fuga dos Cavaleiros templários, a partir de 1309, da Europa para a Escócia, onde a herança templária fincou raízes e seria perpetuada por uma rede de relações entre as famílias nobres. O Templo e a Loja mapeia o nascimento da Maçonaria por meio da sobrevivência das tradições templárias, de correntes de pensamento europeu, do mistério que ronda a capela Rosslyn e de um nicho elitizado de aristocratas reunidos como guarda-costas pessoais do rei francês.

 

            Os cavaleiros templários, OS ESCARNECEDORES DE JESUS CRISTO, eram MONGES CATÓLICOS, (Hugues de Payens e Godofredo de Saint Omer) que adoravam MARIA e GRUPOS PARAMILITARES que adoravam BAFOMET e segundo eles tiveram seu início em 12 de junho de 1118 no templo de Jerusalém.

            Criaram mais uma SOCIEDADE SECRETA que tinha um sistema de segurança (MILÍCIA DO PODER PARALELO), onde cobravam para dar “SANTA PROTEÇÃO” aos peregrinos de Jerusalém. Nunca fizeram nada de graça e nem por amor, sempre giraram em torno da raiz de todos os males: o amor ao dinheiro, mesmo que tivessem que matar.

            Criaram também nesta época o atual e injusto sistema bancário, o capitalismo selvagem. (o dinheiro do cavaleiro templário banqueiro vale quase 20 vezes mais que o seu dinheiro). Naquela época já cobravam e com juros para guardarem “segredos” e bens. (Revista Aventuras na História – Conspirações- editora Abril – 2005 -pág 31).

             Jesus Cristo, mesmo que não queiram considerá-lo como Deus e Filho de Deus, é impossível negar que foi o maior e melhor homem que já existiu na face da terra, que mudou para melhor a história do mundo.

Está escrito - João 8:16 E, se, na verdade, julgo, o meu juízo é verdadeiro , porque não sou eu só, mas eu e o Pai, que me enviou .”

Está escrito - João 10:30 “Eu e o Pai somos um.”

- Quem são estes cavaleiros templários, ANTICRISTO, que preferem seguir assassinos como Hitler, Albert Pike, o mafioso Giuseppe Mazzini, George Bush e outros assassinos? 

www.simceros.net          www.simceros.org       www.simceros.ning.com

JRPedroza

FATO 46 SOCIEDADE SECRETA PRIORADO DE SIÃO

 

FATO 46 SOCIEDADE SECRETA PRIORADO DE SIÃO

 

O livro SCARLET AND THE BEAST do autor John Daniel é subdividido em três volumes.

O primeiro volume tem 950 paginas que falam das guerras no mundo, entre as maçonarias francesa e inglesa.

 

TUDO COMEÇOU NA FRANÇA COM A CRIAÇÃO DA SOCIEDADE SECRETA PRIORADO DE SIÃO NO ANO 1090 pelos Merovíngeos e monges católicos.

 

Pode ser baixado este volume 1 em inglês gratuitamente)

http://www.scarletandthebeast.com/updated_picture_appendix.htm

http://www.scribd.com/doc/236546/Scarlet-and-the-Beast

 

O resumo dos 3 volumes deste livro foi traduzido por nós e encontra-se à sua disposição para leitura e para baixar: Escarlate e a Besta

 

 

496 DC =Mistérios Babilônicos entram no Catolicismo por meio de Merovee > NA FRANÇA, MONGES CATÓLICOS SE ASSOCIAM A MILÍCIAS PARA MILITARES e fundam a Dinastia Merovíngia >que em

1090 Fundam a Sociedade Secreta Priorado de Sião

1099 Iniciam As Cruzadas (guerras entre cristãos e mulçumanos)

1119 = PRIORADO DE SIÃO funda a Sociedade Secreta Cavaleiros Templários para protegerem o trono merovíngeo em Jerusalém.  Os cavaleiros templários crescem rapidamente e ficam mais ricos que o PRIORADO DE SIÃO e próprio governo francês. Isso leva a 200 anos de Rebelião dos Cavaleiros Templários contra os seus fundadores: PRIORADO DE SIÃO (catolicismo + governo Francês).

 1307 – 1314 = O Rei da França, o merovíngeo Felipe, o belo se une ao Priorado de Sião e ao Papa Clemente V para destruirem o que haviam criado em 1119: Os Cavaleiros Templários fogem pra outros países da Europa (Escócia, Portugal, Inglaterra, etc).

Na Escócia infiltram no meio EVANGÉLICO e fundam a Maçonaria Templária (INGLESA) e juram destruir o trono Merovíngeo do Priorado de Sião (Maçonaria FRANCESA)

1603 = A maçonaria templária escocesa entra na Inglaterra com JAMES STUART

O Priorado de Sião reage, enviando o Grão Mestre de Sião para Londres, para lutar contra a Dinastia Stuart. 

O Priorado de Sião funda a MAÇONARIA ROSACRUZES para se opor aos Cavaleiros Templários.

O Priorado de Sião fomenta duas revoluções maçônicas (1649 e 1688) para destruir a Dinastia Inglesa dos Stuarts. Se exilam na França com a Maçonaria Templária (os templários voltam à França)

1717 = A maçonaria Inglesa (a dos Cavaleiros Templários) é unificada, cristianizada e politizada. Pastores presbiterianos James Anderson e John Desarguiles  fundam a Grande Loja Inglesa.

1743 = a Maçonaria Inglesa planta lojas no continente, se infiltra na Loja Templária de Paris e a reconhece como a Grande Loja.

1748 = Os maçons templários de Paris acham o Rito Escocês com o mais alto grau de padrão da cabala judaica. O rito escocês é conhecido como o Rito Judaico . Em retaliação (vingança) à perseguição sofrida pelos templários em 1307-1314, o rito escocês ataca o trono merovíngeo da França .

1772 = A Grande Loja Maçônica Francesa, preocupada com a infiltração inglesa, funda a Maçonaria da Grande Loja Oriente para se opor à Grande Loja Inglesa.

1750 = Apareceu uma nova geração de CAVALEIROS MÍSTICOS. Eram um braço da Maçonaria, e chamavam-se a si mesmos de JACOBINOS. (8) O grito jacobino de "Liberdade, Igualdade e Fraternidade" levou ao primeiro grande feito da Maçonaria Iluminista, a Revolução Francesa.

1776 = O PRIORADO DE SIÃO contra-ataca: Cria Adans Weishaupt para fundar os ILLUMINATI na Alemanha para infiltrar a Maçonaria do Grande Oriente Os Jacobinos nomearam um ex-jesuíta rebelde, Adam Weishaupht, de "Grande Patriota". (9) Weishaupht adotou os mistérios antigos e organizou a Ordem dos Iluministas em 1º de maio de 1776.

1772-1785 = O rito Escocês, mais a Grande Loja Francesa e mais a Grande Oriente Francesa se uniram na revolução contra o Trono Francês .

1773 = A infiltração da maçonaria no catolicismo.

1785 = A música maçônica é usada pela primeira vez para promover a revolução. O rock and Holl é usado pela maçonaria inglesa para promover revolução.

1799 = A maçonaria Templária coloca Napoleão Bonaparte no poder . PRIORADO DE SIÃO se opõe contra Napoleão. Rothschild financia Napoleão contra os monarcas e financia monarcas contra Napoleão.

1800 = Nasce a reforma no Judaísmo. O Rito Escocês, chamado de Rito Judaico, é a sinagoga de Satanás Apocalipse 2: 9 e 3: 9. De acordo com as escrituras, este rito não é controlado pelos judeus, mas pelos gentios que se dizem judeus, mas não são.

Apocalipse 2: 9 Conheço a tua tribulação, a tua pobreza (mas tu és rico) e a blasfêmia dos que a si mesmos se declaram judeus e não são, sendo, antes, sinagoga de Satanás.

Apocalipse 3: 9 Eis farei que alguns dos que são da sinagoga de Satanás, desses que a si mesmos se declaram judeus e não são, mas mentem, eis que os farei vir e prostrar-se aos teus pés e conhecer que eu te amei.

1850 = Nasce o SIONISMO na Rússia –. Está ligado ao Priorado de Sião que são os criadores dos Illuminati. O PROTOCOLO DOS SÁBIOS DE SIÃO é a cartilha dos illuminati.

1886 = O Movimento NOVA ERA une as maçonarias Inglesas e francesa.

1887 = Quartuor Coronati organiza A ORDEM DO AMANHECER (alvorada) DOURADO que usa a suástica (Hitler) como símbolo e pratica sexo livre sob influência das drogas.

1902 = Quartour Coronati organiza A ORDEM DOS TEMPLÁRIOS (OTO) que pratica SACRIFÍCIOS HUMANOS.

1908 -1913 = Planejam a Primeira Guerra Mundial em duas fases

1920 – As Ordens Amanhecer Dourado e Ordem dos Templários criaram Hitler. Planejaram a Segunda Guerra Mundial.

A MAÇONARIA INGLESA preparara o maçom cavaleiro templário da sociedade secreta Thule e da irmandade da morte, Sr Adolf Hitler para matar os maçons franceses, numa VINGANÇA guardada há 700 anos. O motivo desta vingança foi a MORTE DOS CAVALEIROS TEMPLÁRIOS entre 1307-1314, pelo PRIORADO DE SIÃO junto com a IGREJA CATÓLICA e com o governo francês, FELIPE O BELO.                                                                                      Na segunda guerra mundial a MAÇONARIA INGLESA matou 52 milhões de pessoas. Destruíram totalmente a França.

1960 = A Ordem do Amanhecer Dourado coopera na criação da cultura do DROGA, SEXO E ROCK-HOLL.

1958 = Papa João XXIII é maçom

1978 = Assassinato maçônico do Papa João Paulo I

1981 = Maçonaria tenta assassinar o Papa João Paulo II .

História continua na tradução dos resumos dos 3 volumes do livro SCARLET AND THE BEAST (A ESCARLATE E A BESTA).

www.simceros.org     www.simceros.net    www.simceros.ning.com    www.simceros.com.br

   www.cpr.org.br/jrpedroza.htm

Blog Stats

  • Total posts(52)
  • Total comments(16)

Forgot your password?